“BRITEIROS: @PRENDER, ENSIN@R & PARTILH@R

 

OUR ERASMUS COURSES/ AS NOSSAS FORMAÇÕES ERASMUS

“BRITEIROS: @PRENDER, ENSIN@R & PARTILH@R:

ideias criativas para uma escola de sucesso ”

 

Cursos selecionados

 

Suécia- Structured Educational Visit to Schools/Institutes & Training Seminar 

  • Curso para 4 elementos: 1 de Gestão,  Presidente do Conselho Geral; Diretora do CFFH; 1 docente.
  • É um curso que combina de forma pedagógica e eficiente visitas a instituições educativas, com workshops e seminários sobre a dimensão europeia da educação, pedagogia e didática, lideranças e organização na educação.
  • Esta formação servirá para proporcionar o contacto mais direto com o funcionamento de outro  sistema educativo muito diferente do nosso, proporcionando uma abertura a novas realidades e trazendo uma visão diferente para o nosso contexto escolar.

 

Finlândia: New learning environment-What kind of schools we should build in a future?

  • Curso para 3 elementos: 1 de Gestão, 2 docentes.
  • Trata-se de um curso que se realiza num país, cujo sistema educativo tem sido alvo de muita atenção por se considerar o mais inovador ao nível da Europa, como nos demonstra os últimos relatórios PISA. Esta formação toca um dos temas centrais deste projeto, são eles: school buildings, Modern technology (ICT), curricula, future schools, learning environments, furniture inside school.

 

Bélgica-Interactive ICT-based and web tools for an effective blended, flipped and cooperative learning

  • Curso para  3 elementos: 1 de Gestão,  2 docentes.
  • Trata-se de um curso dedicado a problemas chave relacionados com a literacia digital na educação; metodologias de ensino inovadores como as “ blended, flipped and cooperative teaching and learning” integrando as tecnologias e ferramentas da Web.
  • Vai suprir lacunas ao nível da produção de conteúdos digitais utilizando as ferramentas da Web 2.0, e metodologias inovadoras que se traduzam em mudanças ao nível das práticas letivas de forma ativa e criativa.

Grécia-Teaching Science

  • Curso para 3 elementos: 1 coordenador medida, 2 docentes da área das ciências experimentais.
  • Trata-se de um curso que aborda temáticas como: o pensamento crítico; a metodologia Learning by doing; ensinar processos de investigação científica; Outdoors experiments.
  • Será feita a aquisição de estratégias de promoção do sucesso educativo e incentivo à implementação das medidas do PAE, Promover a Matemática e Experimentar para Aprender.

 

Malta: A guide to conducting classroom observations

  • Curso para 4 elementos: 1 de Gestão,  3 coordenadores de departamento.
  • Neste curso os tópicos abordados são: implementação de sistemas de avaliação de pares, feedback de apoio construtivo aos professores; metodologia de observação de pares, estabelecimento de metas e diretrizes, prática reflexiva, planos de ação.
  • Será uma forma de colocar em prática as medidas do programa “Partilhar para Melhorar”, visando a promoção do trabalho colaborativo interdepartamental e reforçar as competências de gestão e liderança na supervisão e colaboração intra e inter pares, para a melhoria profissional.

 

Itália:  Teaching entrepreneurship and leadership at school

  • Curso para 3 elementos: 1 coordenador medida,  2 diretores de turma.
  • Este curso tem como principais tópicos: o empreendedorismo e lideranças na educação ao mesmo tempo que partilha as boas práticas e experiências entre os participantes de diversos países, assim como a introdução no currículo da área curricular não disciplinar de “Cidadania”, a temática do empreendedorismo e dos respetivos soft skills.

 

O Grupo de participantes, ficou definido para um número de 20 colaboradores para participar nos cursos de formação internacionais em 2016-2018. Os critérios internos para as mobilidades, no âmbito do Programa Erasmus +: KA1- Learning Mobility of Individuals, são os seguintes:

Destinatários:

  1. Podem candidatar-se ao Programa Erasmus+ (KA1) todos os docentes do agrupamento

 

Critérios de seleção:

  1. Se o candidato for o único titular de cargo, referido na candidatura, será automaticamente selecionado.
  2. Se existirem mais candidatos do que o número especificado na candidatura, aplicar-se-ão os seguintes critérios:
  1. pertencer ao(s) departamento(s) e/ou grupo(s) disciplinar(es), indicados na candidatura;
  2. ter motivação e disponibilidade para se deslocar ao estrangeiro para participar em formações;
  3.  ter tido experiências anteriores em projetos europeus e/ou eTwinning;
  4.  ter tido experiências anteriores na implementação de práticas inovadoras na comunidade educativa;  
  5. assumir o compromisso em replicar a formação;
  6. ser, no mínimo, um utilizador elementar A2, na língua de trabalho, de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência para as línguas.

 

 

 

Author: Adriana Resende
Last editor: Adriana Resende